Entrar
Cadastre-se

 logofacebook   logoTwitter   logoLinkedin   logoInsta        +55 (11) 3251-2090


Cadastre-se e receba novidades




O que é PNL?

Avalie este item
(1 Votar)
O que é PNL?
       Programação Neurolinguística (ou simplesmente PNL) é um conjunto de modelos, estratégias e crenças que seus praticantes utilizam visando principalmente ao desenvolvimento pessoal e profissional. É baseada na ideia de que a mente, o corpo e a linguagem interagem para criar a percepção que cada indivíduo tem do mundo, e tal percepção pode ser alterada pela aplicação de uma variedade de técnicas. (Wikipédia)        PNL é uma técnica que explora como nossa mente pode ser influenciada pelas palavras que utilizamos, e deste modo compreender como esta interação nos leva às nossas ações. Esse ciclo é constante em nossa vida e com a utilização da PNL é possível torná-lo produtivo e que cada um use sua mente de forma favorável.         A partir destes estudos é possível reestruturar a maneira como pensamos sobre nós mesmos e sobre o mundo, possibilitando novas atuações e resultados.    Através da Programação Neurolinguistica é possível estruturar experiências internas, transformando pensamentos, comportamentos, capacidades, crenças e sua própria identidade bem como a conexão com as pessoas e situações, utilizando seu cérebro de forma mais eficiente caminhando em direção de seus objetivos.               Pressupostos básicos da PNL O mapa é diferente do território. Aquilo que se vê corresponde à sua realidade interna e não à realidade em si. Ter escolhas é a melhor escolha sempre. Quando se tem opções, as possibilidades são mais interessantes. As pessoas fazem a melhor escolha que podem no momento, de acordo com seu modelo de mundo. É importante respeitar o momento em que certa escolha foi feita, pois foi a melhor que você ou o outro pôde fazer. Nós temos todos os recursos que necessitamos. Confiar nas potencialidades diante das necessidades de cada um. Todo comportamento possui uma intenção produtiva para quem desenvolve o comportamento. Mesmo se a ação não for a desejada, é importante reconhecer a intenção proveitosa. O significado da comunicação é a resposta que você obtém, que pode ser diferente do que você pretende. Se responsabilizar pela sua comunicação obtendo feedback do outro. Se o que você está fazendo traz insatisfação, faça algo diferente. Quando se obtém resultados indesejados, é importante criar novas possibilidades que mudem esta condição. Mente e corpo formam um único sistema, aquilo que influencia um, influencia o outro. Ser flexível e desvincular pensamentos e estados limitantes, cuidando da mente e do corpo. Processamos todas as informações por meio de nossos sentidos. Quanto mais os nossos canais estiverem abertos e claros, melhor a informação. É notável aguçar nossos sentidos. Se uma pessoa pode fazer algo, todos podem aprender a fazê-lo também. Através da modelagem de comportamentos é possível aprender coisas novas e desafiadoras. Existem resultados e feedbacks sempre. Toda ação traz um resultado, e este resultado pode ser aprimorado e modificado através de observações de outras pessoas. Todo comportamento é útil em algum contexto. Há sempre uma utilidade para seus comportamentos, pense no contexto que está inserido. O valor de um indivíduo é constante enquanto o seu comportamento pode mudar. A identidade do ser é mantida com todos seus valores, independente do seu comportamento.  A resistência é um comentário a respeito da inflexibilidade do comunicador. As pessoas só respondem àquilo que transmitimos, portanto, a resistência é apenas uma informação sobre a comunicação existente. Você sempre tem o poder e influência sobre o sistema no qual está inserido. Você é o condutor da sua vida, escolha seus caminhos.               Origem da PNL         Programação Neurolinguística teve origem em Santa Cruz na Califórnia (EUA) no início da década de 70 com John Grinder e Richard Bandler, que estudava na Universidade da Califórnia. Eles analisaram os padrões linguísticos como um conjunto de modelos e princípios que descrevem a relação entre a mente (neuro) e a linguagem (verbal e não verbal) e como a sua interação pode ser organizada (programação) para influenciar a mente, corpo ou o comportamento do indivíduo, de modo a transformar padrões improdutivos e potencializar benefícios.       Richard Bandler e John Grinder estruturaram a PNL a partir de estratégias utilizadas por Virginia Satir (Terapeuta Familiar e Sistêmica), Milton Erickson (Psiquiatra e Hipnoterapia) e Fritz Perls (criador da Gestalterapia) que tinham resultados excepcionais com os seus pacientes. O objetivo era identificar os caminhos cerebrais utilizados por estes profissionais e poder utilizá-los obtendo os mesmos resultados, para depois ensiná-los a outras pessoas que teriam resultados também excelentes.         A partir dos seus padrões linguísticos e comportamentais, Richard Bandler e John Grinder construíram modelos mentais que pudessem ser disseminados e aproveitados pelo público em geral, onde é possível vivenciar as estratégias e ter benefícios com elas.     Este material modelado Bandler e Grinder possibilitou a criação de um modelo capaz de proporcionar a modelagem de padrões de excelência, que significa identificar os padrões disponíveis como se faz uma pessoa realizar algo excelente e ensinar essa estrutura para outras pessoas, considerando que se alguém pode fazer algo, qualquer pessoa pode, se esse for seu objetivo.  

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar